Recomeçar de 25 de Maio de 2019

 

Desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar

(Frejat)

 

 

Hoje no Recomeçar tivemos como facilitadora a psicóloga Tânia Cristina que é nossa parceira da Clínica Origami. Junto com ela vieram Ana Cristina e Maria Cícera de Sá, também psocólogas da clínica parceira do Previda Mais. Luiz Carlos músico, se fez presente conosco também.

 

Os convidados foram chegando e demos início ao encontro por volta de 9:20. Foi falado um pouco sobre o Projeto Recomeçar para os participantes que estavam indo pela primeira vez, e também da parceria com o Memorial Parque Maceió, e da distribuição de mudas ao término da atividade.

 

Tânia iniciou o momento falando que todos ali presentes já vivenciaram uma perda, e que exatamente por isso a vida os uniu nesse encontro. Falou sobre o luto e suas fases (negação, raiva, barganha, depressão e aceitação), deixando claro que não há uma regra obrigatória. Que essas fases são utilizadas para sabermos até onde o luto está sendo saudável ou não, mas que cada um sente sua dor de uma forma. Nem todo mundo vive as 5 fases, e nem em uma ordem padrão.

 

A psicóloga fala o quanto é importante se permitir sentir a dor da ausência, chorar e por para fora a emoção que angustia o coração. Ela pediu para o músico cantar Como Uma Onda no Mar de Lulu Santos e foi recitando frase a frase falando sobre a vida. Logo em seguida ela pediu para que um a um todos se apresentassem e falassem sobre a pessoa que perdeu recentemente. Um a um foi descrevendo suas experiências com a morte. Uma Sra. relatou que havia perdido seu irmão recentemente. Ele era especial, e ela e sua mãe faziam tudo por ele. Ela casou e saiu de casa, mas todos os dias ia ajudar sua mãe com ele. Muito preocupada com a mãe que hoje não tem nenhuma ocupação, pois passou a vida todo cuidado desse filho. Ela disse que a mãe não quis ir ao encontro, mas que no próximo fará de tudo para trazê-la. Tânia foi ouvindo todos os presentes e a medida que eles relatavam suas histórias ela foi intervindo de acordo com a necessidade que cada relato exigia. Ana Cristina e Maria Cícera também contribuíram. No final, Tânia pediu para o músico tocar Gostava Tanto de Você, de Tim Maia.

 

Em seguida foram distribuídos papéis, lápis e giz de cera, e foi proposto aos participantes que desenhassem ou escrevessem alguma lembrança boa de seu ente querido, que transmitissem no desenho o sentimento que tomava conta de seus corações.

 

Eles passaram um bom tempo nessa atividade, se entregaram ao momento. Ao término, Tânia pediu que mais uma vez cada um mostrasse seu desenho e compartilhasse suas memórias e lembranças. Eles foram falando, expondo histórias de afeto, exemplos de mãe e pai, e por fim, Dna. Araci disse que como não gosta de desenhar escreveu uma carta para seu esposo. Suas palavras foram lidas, ela relata com paixão suas lembranças com seu esposo, e a falta que ele faz em seu cotidiano.

 

Para finalizar, o músico cantou Amor Pra Recomeçar, da banda Barão Vermelho e Tânia finalizou falando sobre a necessidade do recomeço, e que ele não é possível sem amor.

 

Foi finalizado o encontro falando da importância de agradecer as oportunidades que temos na vida. As vezes ficamos tão presos a nossa dor, que não percebemos o quanto amor nos foi dado, e que essa dor existe exatamente porque amamos, amamos intensamente. É importante agradecer por ter tido a chance de ter uma mãe maravilhosa, um filho que nos fez melhores, um pai que nos acolheu, um esposo ou esposa que de fato nos fez feliz. Então que possamos aprender com Dna. Araci, com a carta que eles escreveu para seu esposo hoje aqui, e ser gratos por sentir tanto amor, porque onde não há amor, não há saudade.

 

 

 

 

 

Comentários

  • ARAPIRACA

    Rua esperidião Rodrigues,223. Centro ( Em frente a praça da prefeitura)

  • TRAPICHE

    Av. Siqueira Campo, nº 697

  • CENTRO

    R. Oliveira e Silva, nº 155

  • SHOPPING PÁTIO

    Av. Menino Marcelo, 3800

  • JACINTINHO

    Rua Cleto Campelo, 70 / Sl 14

  • EUSTÁQUIO GOMES

    Rua da Desaceleração , 1

  • CLIMA BOM

    Rua São Paulo, nº 30, Tabuleiro dos Martins

  • PALMEIRA DOS ÍNDIOS

    Avenida Vieira de Brito, n°3A - São Cristóvão

  • FAROL

    R. José de Alencar, nº 121

Atendimento Previda

0800 009 1700
contato@previda.com.br
De segunda até sexta: 8:00 às 18:00 horas
Sábado: 08:00 às 12:00 horas
Atendimento 24 horas pelo telefone